253 anos de Piracicaba: Cultura local sempre em transformação

por | 18 ago, 2020 | 0 Comentários

 

(A foto acima mostra a obra  selecionada para o 47⁰ Salão  Internacional de Humor de Piracicaba e é do artista Evandro Alves)

Em 2020, o Salão Internacional de Humor de Piracicaba será realizado de forma online, entre 29 de agosto e 29 de setembro (clique e acesse o evento). Enquanto outros eventos culturais e turísticos continuam suspensos na cidade por conta do distanciamento social, a titular da Secretaria Municipal de Ação Cultural e Turismo (SemacTur), Rosângela Camolese, afirma que a pasta criou frentes de trabalho para minimizar os impactos sentidos por esses setores.

Entre as ações atuais e para a retomada da cultura e do turismo pós-pandemia, Rosângela indica abertura de editais que permitem com que os trabalhadores da área cultural continuem a mostrar seus talentos e a receber pelos trabalhos.

Otimista com a Lei Aldir Blanc, medida federal que prevê um auxílio emergencial financeiro a artistas, coletivos e empresas da cultura, a secretária vê como positiva a maior presença dos grupos na internet durante tempos em que aglomerações devem ser evitadas. Para ela, inovações em formatos de apresentações sempre são bem-vindas em uma cultura que defende estar em constante transformação.

A gestora também revela que o período está trazendo aprendizados ao trabalho dela e que novas alternativas são buscadas pela secretaria para contemplar um novo cenário cultural e turístico.

Confira a conversa que a Trinova Press teve com Rosângela Camolese

TRINOVA — Quais frentes de trabalho a SemacTur está priorizando?
ROSÂNGELA CAMOLESE — Estamos buscando manter o custeio de todos os nossos espaços e lançando editais de ações e de projetos culturais. Tivemos que adiar e cancelar eventos e, conforme decreto estabelecido pelo Governo do Estado de São Paulo, suspender atividades culturais e também turísticas. Temos trabalhado constantemente para garantir, no período pós-pandemia, uma agenda cultural estruturada para todos os públicos.

TRINOVA — E o Salão Internacional de Humor ocorrerá de que forma?
ROSÂNGELA CAMOLESE — Ele ocorrerá no período de 29 de agosto a 29 de setembro. Com o aval do Conselho Consultivo e do presidente desta edição, Paulo Bonfá, os júris de seleção e premiação este ano serão realizados de forma remota, e a exposição será feita virtualmente. Em nosso planejamento com o Conselho Consultivo, estamos programando uma exposição também presencial, para que, assim que a pandemia passar, possamos receber os amantes do humor para desfrutarem dessa linguagem artística.

TRINOVA — Como a maior presença dos grupos culturais na internet impacta na cultura local?
ROSÂNGELA CAMOLESE — Acredito que essa presença colabore para o fortalecimento e a promoção da cultura local, demonstrando a importância dos movimentos culturais para a sociedade.

Rosângela Camolese é secretária municipal de Ação Cultural e Turismo de Piracicaba (Foto: SemacTur)

TRINOVA — Como a secretaria está apoiando os artistas durante o isolamento?
ROSÂNGELA CAMOLESE — A SemacTur disponibilizou três editais. Dois deles são editais de prêmios para vários segmentos da cultura, como artes cênicas, música, artes visuais, audiovisuais, literatura, cultura popular e memória cultural, proteção e promoção das culturas negras e promoção das manifestações culturais com temática LGBT. Eles dão oportunidade aos artistas de mostrarem o seu talento e de receberem pelo trabalho, que deve ser realizado até dezembro. O terceiro edital, a Mostra Virtual, promove ações virtuais transmitidas ao público em geral e que poderão compor o acervo da célula do Museu da Imagem e do Som de Piracicaba. Os editais seguem os eixos e metas do Plano Municipal de Cultura aprovado pela Câmara de Vereadores de Piracicaba no final de 2019, que entrou em vigor este ano e segue até 2030.

TRINOVA — Qual sua opinião sobre a Lei Aldir Blanc?
ROSÂNGELA CAMOLESE — Finalmente, o governo federal vem em socorro da cultura, com a liberação de R$ 3 bilhões que serão distribuídos para os estados, Distrito Federal e municípios do país em atendimento à cadeia produtiva cultural, duramente atingida pelas medidas de combate à Covid-19. Apesar de ainda aguardarmos a regulamentação federal, a SemacTur e os artistas locais se anteciparam, definindo a abertura, desde junho, de um cadastro municipal para toda a nossa classe artística, com os objetivos de atualizar o mapeamento cultural piracicabano e de reunir dados que acreditamos serem necessários para que pessoas físicas e jurídicas possam ter acesso ao auxílio emergencial da cultura.

TRINOVA — Quais eventos foram adiados ou cancelados?
ROSÂNGELA CAMOLESE — Nos teatros municipais, entre os meses de março e agosto, foram cancelados 98 eventos pré-agendados, por conta da pandemia.Não temos como apontar um número exato de eventos adiados ou cancelados em relação aos eventos tradicionais, religiosos e turísticos, realizados em datas específicas e apoiados pela SemacTur. E só teremos como saber se vamos apoiá-los ou não após esse período. Todos nós estamos na expectativa de que tudo melhore e retorne tão logo. Pode ser que algumas entidades consigam adaptar os eventos, outras não.

TRINOVA — Acredita em uma nova cultura e turismo locais pós-pandemia?
ROSÂNGELA CAMOLESE — Acredito que estamos nos adaptando a um novo cenário cultural e turístico. Para isso, estamos em constante conversa com os funcionários da SemacTur e também agentes culturais, buscando alternativas para atender ao novo, de forma que possamos disseminar cada vez mais a cultura através das plataformas digitais.

TRINOVA — Quais aprendizados o período trouxe à sua gestão?
ROSÂNGELA CAMOLESE — Vários são os aprendizados, principalmente por se tratar de uma pasta de cultura e turismo. Todas as nossas ações contam com o contato físico, e neste período precisamos aprender a lidar com situações diferenciadas, como o contato virtual e a disseminação da cultura virtualmente. Se soubermos tirar uma lição de vida, ao final de tudo, temos muito a ganhar.

 

Leia mais

Última Palavra: Marina Monfrinato

Última Palavra: Marina Monfrinato

Somos os responsáveis por tudo o que acontece em nossa volta. Acho que você já ouviu isso inúmeras vezes, não é mesmo?...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.