Coluna Patrick Santos: Liberte-se, ninguém está pensando em você

por | 19 ago, 2020 | 0 Comentários

Jornalista e escritor com passagem pela Jovem Pan, Patrick Santos apresenta o podcast 45 do Primeiro Tempo e entrevista pessoas que se reinventaram.

Você já pensou o quão libertador pode ser para sua vida não se preocupar com o que os outros pensam a seu respeito? Sabe aquele diabinho que costumeiramente fica soprando no seu ouvido assim: “mas o que as pessoas vão pensar se eu agir dessa forma? E se eu terminar meu casamento? E se eu largar tudo e mudar de vida?

Recentemente, ao reler o livro a “Grande Magia”, de Elizabeth Gilbert (autora do best-seller “Comer, Rezar e Amar”) para um projeto, me deparei com um trecho que foi no ponto exato desse questionamento que, por mais que você negue, tenho certeza que em algum momento te incomodou.

Ao falar sobre as maravilhas de uma vida mais criativa, Liz Gilbert diz que conheceu uma senhora de 80 anos que lhe ofereceu um sábio conselho de vida:

“Passamos a faixa dos vinte, trinta anos, fazendo um esforço enorme para tentar ser perfeitos, porque nos preocupamos demais com o que os outros pensam de nós. Então chegamos aos quarenta, cinquenta e finalmente começamos a ser livres, pois decidimos que não estamos nem aí para o que pensam de nós. Mas você não vai ser completamente livre até chegar aos sessenta, setenta quando finalmente compreenderá esta verdade libertadora: ninguém nunca esteve pensando em você, de qualquer forma”.

É verdade, não estão. Não estavam. Nunca estiveram. O que ela quer dizer é que na maior parte do tempo, as pessoas só estão pensando em si mesmas. Não tem tempo para se preocupar com o que você está fazendo ou se está fazendo bem, porque estão absortas nos próprios dramas.

Tá, ok, elas podem até pensar em você por um momento, mas logo voltaram para onde sempre tiveram: nelas mesmas.

Embora possa parecer terrível e solitário imaginar que você não é prioridade de ninguém, essa ideia pode ser incrivelmente libertadora

Então meus amigos, a mensagem que fica é: você é livre, pois todo mundo está ocupado demais consigo mesmo para se preocupar com você.

Vá ser quem quiser. Faça o que quiser, dedique-se àquilo que o fascina e que lhe dá sentido.

Leia mais

Última Palavra: Marina Monfrinato

Última Palavra: Marina Monfrinato

Somos os responsáveis por tudo o que acontece em nossa volta. Acho que você já ouviu isso inúmeras vezes, não é mesmo?...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.