Koppert Biological Systems: Piracicaba festeja dez anos da chegada ao Brasil de empresa holandesa nº 1 no setor de defensivos agrícolas naturais

por | 24 ago, 2021 | 0 Comentários

Comemoração acontece em meio às celebrações pelos 254 anos da cidade e com o recebimento de prêmio que destaca companhias que respeitam o meio ambiente

A cana e o café chegaram primeiro. Algum tempo depois, vieram as indústrias de metalurgia e de equipamentos destinados à produção de açúcar e, por fim, uma enorme diversidade de empresas dos mais variados ramos, tendo como destaque, as de alta tecnologia agrícola. No auge de seus 254 anos de existência, completados no último dia 1º de agosto, Piracicaba pode, na atualidade, se orgulhar do enorme potencial econômico que carrega consigo e que a levou ao seleto grupo dos municípios mais desenvolvidos de todo o Brasil.

Dentro deste contexto, há exatos dez anos, uma nova companhia chegou a cidade, com o intuito de contribuir com o avanço da agricultura e da horticultura nacional, produzindo soluções sustentáveis para o setor, através do controle biológico de pragas e doenças nas plantações e em parceria com os trabalhadores do campo e a natureza.

A Koppert Biological Systems, fundada na Holanda, em 1967, por um criador de pepinos que percebeu que a eficácia do uso de produtos químicos em suas plantações diminuía a cada ano e que se tornou alérgico e doente como resultado da utilização destes, sempre procurou por novas alternativas à aplicação de defensivos agrícolas desta ordem através do uso de predadores naturais. Desde então, a busca por soluções orgânicas só tem aumentado e impulsionou a empresa para a posição de líder de mercado em proteção biológica de culturas e polinização natural. As soluções da companhia são, atualmente, empregadas com sucesso em mais de cem países.

Jan Koppert, em sua plantação de pepinos (1967)

Não bastasse tudo isso, a empresa ainda desenvolve uma série de trabalhos de cunho social, dentre os quais, a doação de um ultrafreezer com capacidade de resfriamento de até -80°C para acomodar as doses de vacinas contra a Covid-19 à Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba e o oferecimento de diversos cursos, com o intuito de passar adiante o conhecimento referente a realização de boas práticas agrícolas.

AS SOLUÇÕES DA COMPANHIA SÃO, ATUALMENTE, EMPREGADAS COM SUCESSO EM MAIS DE CEM PAÍSES

Por fim, a organização tem como mote a realização de grandes parcerias com diversas entidades e corporações pelo Brasil afora, destacando-se as com o Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), entidade que tem por objetivo alavancar a produtividade do produto e incentivar as melhores técnicas de sojicultura no país, e com a Raízen, empresa do ramo energético, referência em bioenergia, da qual recebeu o prêmio “Parceiro Raiz”, que destaca as empresas parceiras que trabalham de forma sustentável, com ética, segurança e respeito ao meio ambiente.

Para falar sobre tudo o que já mencionamos e também sobre os projetos concebidos pela Koppert nos dias atuais, nós conversamos com Danilo Pedrazzoli, diretor industrial, e Gustavo Herrmann, diretor comercial da companhia, que também responderam a perguntas sobre o avanço tecnológico que, cada vez mais, acontece no campo; sobre a relação da empresa com as cidades nas quais mantêm plantas fabris; e também sobre o Gazebo, o primeiro hub especializado em tecnologias voltadas para o controle biológico no país.

Danilo Pedrazzoli, diretor industrial, e Gustavo Herrmann, diretor comercial da Koppert Biological Systems

TRINOVA – A procura de soluções biológicas no que se refere à aplicação de defensivos agrícolas só tem aumentado e impulsionou a Koppert para a posição de líder de mercado neste segmento. Dado isso, qual é o futuro do uso de defensivos agrícolas naturais?

DANILO – O trabalho desenvolvido pela Koppert auxiliou na adoção do manejo integrado de pragas e do controle biológico no Brasil, que hoje é um mercado em franca expansão, se consolidando cada vez mais como uma alternativa rentável, produtiva e sustentável para o agronegócio nacional. De acordo com dados da CropLife Brasil (associação que reúne especialistas, instituições e empresas que atuam na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para a produção agrícola sustentável), o mercado de produtos biológicos deve atingir R$3,7 bilhões no Brasil em 2030, um crescimento de 107% em comparação com a previsão de vendas para 2021. Apenas na última safra, seu uso atingiu uma área 20% maior do que na anterior. A agricultura, no Brasil e no mundo, está cada vez mais em linha com seus consumidores, que demandam víveres mais saudáveis e sustentáveis. Dessa forma, os cultivos responsáveis têm ganhado mais evidência, pois utilizam práticas agrícolas que causam o menor impacto possível no meio ambiente e na saúde humana.

TRINOVA – A Koppert tem sido fonte constante de soluções biológicas que foram adotadas no mundo inteiro. Seria possível nos elencar algumas delas e nos dizer como elas têm mudado o panorama da produção de alimentos em alguma região específica do globo ou ao redor do planeta como um todo?

DANILO – A Koppert é uma empresa de origem holandesa, com atuação em mais de cem países. No Brasil, ela investe pesado em pesquisa e desenvolvimento para soluções no controle biológico de pragas e doenças para a agricultura tropical. Um dos produtos inovadores lançado pela companhia é o Challenger, indicado para o controle do psilídeo, inseto vetor da Greening, doença que ataca a citricultura no mundo todo, acarretando enormes prejuízos. O artefato, desenvolvido à base do fungo Isaria fumosorosea, é fruto de parceria entre a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP), o Fundecitrus (Fundo de Defesa da Citricultura) e a Koppert, sendo o primeiro bioinseticida para controle deste tipo de inseto no Brasil.

TRINOVA – A Koppert conta, na atualidade, com duas fábricas. Uma em Piracicaba e outra em Charqueada. O que é produzido em cada uma delas?

DANILO – Na fábrica de Piracicaba são produzidos os defensivos microbiológicos, feitos com micro-organismos como fungos, vírus e bactérias, que controlam as principais pragas e doenças agrícolas. Em Charqueada, são produzidos os defensivos macrobiológicos, insetos e ácaros que são predadores, conhecidos como inimigos naturais.

TRINOVA – A unidade de Piracicaba encontra-se há dez anos no município. Haverá (ou houve) algum tipo de celebração para marcar a data? Desde quando existe a unidade de Charqueada?

GUSTAVO – Como estamos em meio a uma pandemia, não houve a organização de nenhuma grande celebração para marcar a data. Em nossa convenção de vendas, que ocorreu, virtualmente, em junho, houve uma comemoração interna, que se estendeu ao público, com uma live do cantor Léo Chaves, que também estrela a campanha de divulgação do aniversário da empresa no Brasil. A fábrica de Charqueada foi incorporada à Koppert em 2018, quando a empresa adquiriu a Bug Agentes Biológicos.

TRINOVA – A organização cedeu, no último mês de maio, à Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba, um ultrafreezer com capacidade de resfriamento de até -80°C para acomodar as doses de vacinas contra a Covid-19. Fale-nos um pouco sobre esta ajuda.

GUSTAVO – Emprestamos à Prefeitura um superfreezer para o acondicionamento das vacinas da fabricante Pfizer, possibilitando que a cidade recebesse tal medicamento sem maiores problemas. Mas para além disso, ainda que de forma singela, realizamos também a doação de refeições balanceadas (oferecidas diariamente em nosso refeitório) a entidades públicas locais (uma vez que parte dos colaboradores se encontrava trabalhando diretamente de suas casas), ajudando servidores e também a empresa fornecedora das refeições; além disso, propiciamos às sextas-feiras, lanches, pizzas e pastéis aos colaboradores da fábrica e as suas famílias, como forma de reconhecer seu esforço e, ao mesmo tempo, manter alguns estabelecimentos ambulantes locais, que foram afetados, diretamente, no começo da pandemia.

TRINOVA – A empresa também oferece diversos cursos. Fale–nos um pouco sobre eles e também sobre como funcionam as parcerias desenvolvidas pela companhia com universidades de todo o mundo.

GUSTAVO – A Koppert tem um projeto de educação denominado “Koppert Academy”, que tem como missão a transmissão do conhecimento referente a aplicação das boas práticas agrícolas. Temos cinco cursos em andamento (todos gratuitos), tanto para capacitação da equipe comercial, parceiros e agricultores, quanto para a equipe administrativa. Serão mais de seiscentos estudantes contemplados só neste ano. A empresa também realiza treinamentos da equipe de distribuidores e empresas parceiras. Além de realizar palestras e lives para o conhecimento de técnicas e ferramentas de controle biológico.

TRINOVA – Explique um pouco sobre como funciona o Gazebo, hub de inovação da Koppert.

GUSTAVO – Com o objetivo de agregar ideias, startups, empresas e instituições de pesquisa que desenvolvam soluções aplicadas ao manejo integrado de pragas e doenças em agricultura tropical, com foco em inovação e sustentabilidade, a empresa iniciou, no ano passado, as atividades do primeiro hub especializado em tecnologias voltadas para o controle biológico no país, o “Gazebo”. Ele hospeda, em parceria com o centro tecnológico SPARCBIO (São Paulo Advanced Research Center for Biological Control), iniciativas de inovação que contemplam ferramentas para a correta adoção de biodefensivos na agricultura. A Koppert atua no projeto com a aplicação de mentoria, desenvolvimento de planos de negócios, funding e testes de conceito das soluções aplicadas ao controle biológico, validando as tecnologias no campo.

TRINOVA – A Koppert é a mais nova parceira do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), entidade que tem por objetivo alavancar a produtividade do produto e incentivar as melhores técnicas de sojicultura no país. Qual é a importância deste fato e como ele impacta, não só no crescimento da empresa, mas no desenvolvimento do plantio do grão em todo o Brasil e do setor agrícola como um todo?

DANILO – Patrocinar o CESB é uma forma de mostrar que o manejo biológico na cultura da soja é uma realidade e um grande aliado na busca pela produtividade sustentável nessa cadeia. Nossos maiores clientes são produtores de grãos de todo o país que investem no controle biológico para produzir mais e melhor. Dessa forma, a Koppert contribui para a propagação do conhecimento, das tecnologias e das práticas inovadoras de cultivo, promovendo a integração de toda a cadeia produtiva da cultura da soja.

TRINOVA – Por fim, a Raízen, empresa referência no ramo energético no Brasil, laureou a Koppert com o prêmio “Parceiro Raiz”, que destaca as empresas parceiras que trabalham de forma sustentável, com ética, segurança e respeito ao meio ambiente. Qual é o significado desta honraria para a companhia?

DANILO – Bom, foi a primeira vez que a empresa foi escolhida, concorrendo com centenas de fornecedores de todo o país, com destaque para a pontualidade, a qualidade e o compromisso em realizar. Ficamos muito honrados com esse prêmio, pois só demonstra a excelência de nossos produtos e do trabalho de nossa equipe.

Leia mais

INOVAÇÃO GLOBAL A TODO VAPOR

INOVAÇÃO GLOBAL A TODO VAPOR

O ranking pelo planeta a fora Os últimos dados divulgados neste ano pela Organização Mundial da Propriedade...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.