Última Palavra: Giuliano Dedini Ometto Duarte

por | 19 ago, 2020 | 0 Comentários

Giuliano Dedini Ometto Duarte é arquiteto, com pós-graduação em Marketing e Desenho Industrial. MBA em Administração de Empresas. Acumula os cargos de CEO e de presidente do Conselho de Administração da Dedini Indústrias de Base.

Sou filho desta terra. Aqui nasci quando Piracicaba tinha exatos duzentos anos. Sempre vi nossa cidade passar por uma verdadeira montanha-russa econômica e suas drásticas consequências sociais, em decorrência de várias crises, seguidas por “voos de galinha” de progresso. Reflexo fiel das agruras do Brasil nas últimas décadas. Há poucos anos, Piracicaba foi eleita, numa pesquisa nacional, a segunda melhor cidade para se viver no país. Isso nos encheu de orgulho. Mas por que parar por aí? Sabemos todos que estamos no meio do que alguns economistas chamam de “a tempestade perfeita” – crise política, cultural, educacional, institucional, econômica e, como se não bastasse, fomos torpedeados por uma pandemia de proporção mundial. Certamente, algumas medidas urgentes precisaram ser tomadas, mas permitam-me uma provocação: será que esta não é justamente a hora de repensarmos o nosso futuro e o que queremos para nossa cidade? Comecemos a construir agora as bases para que, num futuro próximo, nossos filhos e netos possam usufruir de uma sociedade com IDH semelhante ao dos países escandinavos!

Pensemos juntos, poder público, iniciativa privada e cidadãos, o futuro que queremos, no intuito de construir uma sociedade mais justa, onde sejam realmente respeitados os direitos humanos mais amplos e o desenvolvimento pessoal seja extensivo a todos os cidadãos, mirando a que todos tenham paridade de oportunidades. Foquemos em questões fundamentais como educação, saúde, sustentabilidade, saneamento universal, descarbonização, energia limpa, respeito à diversidade e cultura. Será necessário investir pesadamente nessas prioridades. Tentar prever o que será do mundo pós-Covid-19 seria um leviano jogo de adivinhação, mas unir forças para pensar, vislumbrar caminhos, traçar metas e tomar atitudes concretas faz parte do espírito humano combativo.

Piracicaba teve um boom de desenvolvimento quando aqui chegaram imigrantes das mais variadas origens e culturas. Enfrentaram doenças e preconceito, entre outras adversidades, não obstante, ajudaram a construir uma cidade exemplar. Eles escolheram viver e prosperar. Honremos nossos antepassados e lutemos para formatar o futuro que almejamos.

A História nos mostra que guerras contra inimigos declarados sempre foram terríveis. O que dizer de uma batalha contra algo invisível…mas a humanidade sempre evoluiu depois dessas enormes adversidades. Persigamos o avanço tecnológico sem trégua, investindo em educação e pesquisa, para combater as desigualdades sociais, bem como os problemas urbanos. Como disse Abraham Lincoln: “a melhor maneira de prever o seu futuro, é criá-lo”. Respeitemos os outros e suas diferenças. Sigamos o norte da ciência. Sejamos solidários com as famílias dos que foram vítimas desta pandemia. Tenhamos fé. Tornemo-nos resilientes para buscar a vitória! Desejo aos piracicabanos, muita saúde (física e mental) e discernimento para que, com responsabilidade, arquitetemos um futuro mais digno, igualitário, próspero e economicamente sustentável para as próximas gerações.

Parabéns, Piracicaba, por seus 253 anos!

Leia mais

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.