CAFÉ MORRO GRANDE: TRADIÇÃO UNINDO GERAÇÕES HÁ 90 ANOS

por | 9 dez, 2021 | 0 Comentários

AO ATINGIR NOVE DÉCADAS, EMPRESA É AGRACIADA COM O OSCAR DO CAFÉ PELA ABIC

“Respeito ao café como um tesouro e por seus funcionários como parceiros valiosos”. Com essa frase, Leidiliz Lima Gatti, diretora executiva do Café Morro Grande começa a entrevista sobre os 90 anos da marca, falando sobre seu fundador, Dorival Cruz Lima, que se estivesse vivo estaria vendo a empresa comemorar nove décadas com um mix completo de produtos, padrão de qualidade internacional, grande representatividade regional e o carinho de clientes fiéis, que não abrem mão de um cafezinho saboroso, aromático e ainda cheio de histórias e memórias afetivas.

Leidiliz vai além: “diariamente colocamos em prática os ensinamentos recebidos lá atrás, ainda no tempo em que meu pai era presidente da empresa: respeito a nossa equipe, os nossos consumidores, os supermercadistas, os fornecedores e, inclusive, os nossos concorrentes. Respeito é primordial”. Ao destacar os 90 anos do Café Morro Grande, ela faz questão de ressaltar a trajetória de grandes conquistas, sempre com a tradição de unir gerações. “É uma alegria chegar até aqui sem perder a nossa essência. Passamos por várias fases, inovamos, criamos e nos reinventamos, constantemente, sempre com um olhar humanizado para entender a jornada do nosso consumidor, suas expectativas e o que podemos fazer para atendê-lo”.

Essa relação humanizada entre empresa e funcionários, explica a diretora, é atestada com um nível baixíssimo de rotatividade de pessoal, registrando uma taxa de turnover abaixo de 5% ao ano. “A grande maioria dos nossos funcionários trabalha conosco há mais de 10 anos. E entre eles, muitos tem bem mais que 10 anos de casa! Isso é motivo de orgulho e também uma forma de continuar respeitando-os em suas funções, cada qual com sua característica. São nossa força motriz e parceiros de uma vida, numa união perfeita entre o que desejamos como empresa, reconhecendo o valor de cada um e sua importância na missão de levar o melhor café aos nossos consumidores”.

Fundador do Café Morro Grande, Sr. Dorival Cruz Lima – Crédito arquivo pessoal/familiar

Para o futuro, Leidiliz comenta que o caminho é harmonizar os pontos de vendas presenciais com a força do comércio eletrônico. “Em todas as plataformas de venda, estar próximo ao nosso cliente é prioridade. Estamos investindo em recursos tecnológicos para manter nossos processos em sintonia com as tendências do mercado. São 90 anos construídos por funcionários, fornecedores, parceiros e clientes que, diariamente, retribuem nossos esforços saboreando o Café Morro Grande em suas casas, no ambiente de trabalho, ao amanhecer ou no bate-papo para encerrar o dia, ou seja, nos momentos especiais de suas histórias pessoais”.

PELAS MÃOS DE UM VISIONÁRIO
Instalada na área industrial de Piracicaba, a história do Café Morro Grande começou em 1930, em um barracão singelo na rua Moraes Barros, ganhando mais espaço na rua Alfredo Guedes onde hoje é o edifício Morro Grande. Em 1983, estabeleceu seu parque fabril atual, de 17 mil metros quadrados, sendo uma das primeiras empresas a se instalar no Distrito Industrial Unileste.

Lia Lima Gatti Hölfling, Cristiane Teixeira (CEO da Revista Trinova), Sofia
Millani, Leidiliz G. Lima Gatti e Juliana Gatti Bordenale em making of da
sessão de fotos realizada para a capa desta edição.

A trajetória do Café Morro Grande começou a ser escrita pelas mãos de Dorival Cruz Lima e sua irmã, Maria Cruz Lima. Empreendedor nato e visionário em marketing, quando ainda nem se usava essa palavra, Dorival sempre buscou o contato com seus consumidores, estar próximo para entender suas necessidades.

Inovador, criou na história de Piracicaba uma novidade em termos de comunicação, um programa de auditório semanal com patrocínio exclusivo, “Rádio Atrações Morro Grande”, que ocorria aos domingos, das 9 às 12 horas, na Rádio Difusora. Com locução do radialista Carlos Cantarelli, era um programa de variedades, prêmios, adivinhações e cantores. O roteiro contava com perguntas e as respostas certas ganhavam prêmios. Havia ainda a disputa de cantores mirins, também com premiação. O programa ficou no ar durante 15 anos. Ao mesmo tempo que proporcionava diversão aos ouvintes, destacava os diferenciais da marca e os pontos de venda. Para muitos piracicabanos, faz parte de lembranças da infância e juventude, assim como a realização de grandes sorteios.

Dorival falava com admiração sobre o assunto que o entusiasmava, o café, sua fonte de vida pessoal e profissional. Era um apaixonado pela empresa, seus funcionários e clientes. Esse legado é lembrado com carinho por quem o conheceu e por quem ouve muitas histórias sobre sua trajetória como fundador do Café Morro Grande, uma empresa que mantém tradições sem perder o foco no futuro.

RELATOS ESPECIAIS
Quem acompanhou de perto parte da história do Café Morro Grande, ajudando na construção desta marca conceituada, reforça os sentimentos e a gratidão por ter contribuído com esta trajetória de nove décadas, levando o melhor café aos seus consumidores.

Sem esconder a emoção, Eliseu Nilson Rodrigues, conhecido por todos como Guga, compara sua história de 41 anos no Café Morro Grande como a de uma grande família. “Me sinto assim desde que entrei aqui, com 12 anos. O Sr. Dorival foi como um pai para mim. Me ensinou, me incentivou e acreditou na minha capacidade. Me lembro dele chegando cedinho na empresa e desejando “Bom Dia” a todos os funcionários, chamando pelo nome, perguntando como estávamos, mostrando o cuidado de um pai”. Após passar por várias funções, Guga hoje atua como torrador, uma das etapas essenciais para a composição de um bom café. “Todas as partes da torra são importantes. Temos que entender o grão, região produtora, suas características e o ponto ideal da moagem. Faço tudo com muita dedicação, assim como quem cuida de uma família. Comemoro esses 90 anos junto com a empresa e me orgulho de fazer parte desta história”, comenta Guga.

Outro relato especial é do Sr. Natalino Castellari, que começou a trabalhar no Café Morro Grande com 15 anos e permaneceu por mais de meio século. Recentemente aposentado, o vendedor fala com carinho do comecinho na torrefação, até se tornar vendedor na área de abrangência da praça comercial de Piracicaba: “Comecei empacotando o café manualmente (hoje é totalmente automatizado). Ao completar 18 anos, fui ajudante de vendas e depois promovido a vendedor “de verdade”. E assim segui por 52 anos. Na época, o Sr. Dorival apostou no meu potencial. Aprendi na prática. Fiz muitas amizades, constituí minha família, eduquei meus filhos e me realizei profissionalmente”.

Em meio a papéis, máquinas de datilografar e computadores, Humberto Bressan escreveu sua história no Café Morro Grande respondendo, há 46 anos, pela área financeira. O menino de 14 anos, que começou como office boy, hoje aos 61 anos e já aposentado, continua tendo o controle dos números como tarefa diária. Seu maior desafio, conta Humberto, foi coordenar a transformação digital da empresa, em meados de 1985. “Foi uma mudança complexa. Saímos do talão de notas com carbono e fomos para a memória dos PCs. Sem dúvida, uma transição necessária e importante para a história de uma empresa que chega a nove décadas”.

Angela Moraes também retrata muito bem a filosofia interna do Café Morro Grande. Há 25 anos é promotora, responsável pela degustação em pontos de venda, apresentações artísticas, corridas esportivas entre outros eventos. A promotora cita que o Café Morro Grande tem um laço muito forte com os consumidores. “É algo especial. Todos os clientes possuem uma memória, uma história, uma boa lembrança. Muito mais do que uma marca, o Café Morro Grande reúne sentimentos”.

ANIVERSÁRIO PREMIADO
Para valorizar a fidelidade de seus clientes e celebrar os 90 anos de forma especial, o Café Morro Grande realizou a ação Aniversário Premiado. A promoção, explica a diretora de Marketing do Café Morro Grande, Lia Lima Gatti Hölfling, foi uma forma especial de presentear os consumidores. “Essa sinergia, esse respeito aos consumidores, o cuidado em cada etapa do nosso processo industrial são pontos prioritários desde nossa fundação. São laços que nos unem diariamente”.

OSCAR DO CAFÉ
E por falar em comemorações, o cuidado do Café Morro Grande em levar um produto de qualidade às mesas de seus consumidores foi reconhecido pela Abic (Associação Brasileira da Indústria de Café) na premiação Melhores da Qualidade ABIC 2020/2021, o Oscar do Café. O Perfetto Café Morro Grande foi o vencedor (1º lugar) na categoria Gourmet Grão entre as empresas de médio porte.

EXPANDINDO MERCADOS
De olho no comércio internacional, a marca está ampliando sua área de atuação, negociando exportações para os Estados Unidos e Europa. Sidney Fernandes, gerente comercial do Café Morro Grande, explica que os investimentos no setor de exportação atendem uma demanda do mercado e também consideram a boa receptividade do café brasileiro entre os consumidores de outros países. “O Brasil exporta café para 115 países, com os Estados Unidos permanecendo entre os principais parceiros comerciais. Países do Leste Europeu e América Latina também são potenciais clientes. Nossa estrutura está organizada para atender esses mercados, exportando o Café Morro Grande para novas fronteiras”.

Eliseu Nilson Rodrigues, conhecido
por todos como Guga, 41 anos no
Café Morro Grande. (Crédito: Gabriel Albertini)
Crédito: divulgação Café Morro Grande

O padrão de qualidade internacional possibilita e favorece um olhar especial para a exportação, comenta o diretor industrial, Vagner Milani. Ele explica que cada tipo de café é planejado e controlado desde a composição do seu blend, passando pelo ponto de torra, granulometria e embalagem adequada. Para manter a padronização, incluindo peso e sabor, existe um procedimento de controle sistematizado. “Aqui, a bebida é controlada para que o consumidor reconheça, sempre, o mesmo paladar”, explica Milani.

Outro diferencial do Café Morro Grande é o setor especial de atendimento, voltado à locação e venda de máquinas para café expresso. A empresa foi pioneira em trazer máquinas automáticas de café expresso para o Brasil, há mais de 25 anos. Uma equipe experiente e capacitada realiza atendimento personalizado aos mais diversos estabelecimentos como escritórios, indústrias, hospitais, clínicas e muitos outros. Entre os serviços inclusos na locação e venda de máquinas estão instalação, abastecimento, higienização e venda de insumos.

NO CONFORTO DE UM CLIQUE
Para se afinar com as tendências do mercado digital, o Café Morro Grande conta com uma loja virtual, criada para proporcionar mais comodidade aos apaixonados pela bebida. Durante a navegação pela plataforma – loja.cafemorrogrande.com.br – o cliente encontra o mix completo de produtos. Além do conforto de comprar sem sair de casa, são oferecidas promoções, descontos, campanhas periódicas de frete grátis e facilidades de pagamento. O portal é protegido, garantindo compras seguras. A entrega é feita por meios dos Correios ou equipe própria (para as compras em Piracicaba).

E quando o assunto é conexão, as mídias sociais do Café Morro Grande trazem postagens interessantes para quem ama curtir o universo digital tomando um café quentinho. Receitas, dicas de preparo, novidades e promoções podem ser conferidas diariamente. No Instagram é só seguir o perfil @cafemorrogrande; e no Facebook a página é /mg.bonsmomentos.

DE OLHO NO MEIO AMBIENTE
Desde sua fundação, o Café Morro Grande tem um compromisso com atitudes sustentáveis, colocando em prática ações de reaproveitamento e descarte apropriado de resíduos. Para se ter uma ideia, há mais de 30 anos, mantém um programa permanente de logística reversa, incentivando a troca das embalagens vazias por brindes.

Com o programa, carinhosamente chamado de “Lojinha de troca do Café Morro Grande”, a empresa valoriza a fidelidade de seus clientes e, sobretudo, contribui para amenizar impactos ambientais. Ao juntar as embalagens, os clientes podem efetuar a troca por utensílios domésticos como baldes, bacias, pratos, copos, canecas, talheres e xícaras. Mensalmente, cerca de 50 mil embalagens de Café Morro Grande passam pelo procedimento de reciclagem. O material recolhido é repassado para duas empresas especializadas, a Ecoway (de Jundiaí) e a Embraeco (localizada em Piracicaba). Ambas reciclam as embalagens picotadas transformando-as em tapumes ecológicos usados na construção civil.

DNA SOCIAL

Crédito: divulgação Café Morro Grande


Voltando aos tesouros herdados do seu fundador, o Café Morro Grande faz questão de realizar ações de responsabilidade social participando de campanhas sociais, esportivas e culturais. Esse é um legado que não deve mudar!

Essa participação, explica a diretora de Marketing da empresa, ocorre por meio do fornecimento de insumos ou recursos financeiros. “Entre as ações que priorizam o bem-estar social e a contribuição com a comunidade, destacamos a parceria com a Mucapp – Associação Pró – Mutirão da Casa Popular de Piracicaba, entidade que constrói e reforma casas de famílias carentes. Em 27 anos, a entidade já entregou mais de 500 lares. É motivador contribuir com esse trabalho”, comenta.

Lia lembra ainda da participação junto à Escola de Mães “Profa. Branca Motta de Toledo Sachs” na tradicional Festa das Nações de Piracicaba, com a Barraca Café das Nações. “Essa instituição auxilia mães e crianças por meio de atendimento médico voluntário e de uma assistente social. É um trabalho que fazemos com muita dedicação e envolvimento”.

Projeto Som Maior, Salão Internacional de Humor e eventos tradicionais como a Festa do Divino, Festa da Polenta de Santa Olímpia, Festa de São João de Tupi e a Festa do Vinho de Santana são exemplos desta atuação. Há anos, o Café Morro Grande oferece apoio ao Centro de Treinamento em Tênis de Mesa Fran TT, inclusive, patrocinou os atletas da equipe paraolímpica medalhistas em Tóquio. Lar Betel, Crami, Espaço Pipa, Casa do Bom Menino, Apae, Centro de Reabilitação, Cecan e Aliança da Misericórdia são algumas das entidades que recebem doações mensais de café.

“Faz parte do nosso DNA contribuir com entidades que se dedicam a criar um mundo melhor. Isso reforça os alicerces da empresa. Temos esse cuidado com nossos funcionários e seguiremos fiéis aos princípios dos nossos fundadores. São 90 anos de uma história com capítulos humanos, reais e com o aconchego que somente uma xícara de Café Morro Grande é capaz de proporcionar”, finaliza a diretora.

Leia mais

INOVAÇÃO GLOBAL A TODO VAPOR

INOVAÇÃO GLOBAL A TODO VAPOR

O ranking pelo planeta a fora Os últimos dados divulgados neste ano pela Organização Mundial da Propriedade...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.